9 gráficos que ensinam tudo sobre vinho

abreMeu novo brinquedo é o Pinterest. Sei bem que de novidade essa rede não tem nada. Mas eu tinha preconceito contra ela. Achava coisa de moça que não tem o que fazer e fica colecionando recortes de revista de moda com detalhes de golas de renda ou algo tão importante quanto, para depois levar na costureira. No entanto, como no meu próprio blog tem o botão pin, resolvi testá-lo.

Estou viciada. Passo horas vendo e marcando fotos. Principalmente, de vinhos, vinhedos e tudo que se relaciona ao tema. Mas também de viagens, arquitetura, fotos artísticas… Parece que quem não tem o que fazer sou eu, né? Posso ter algo de acumuladora, confesso. Mas esse tempo não é perdido. Pelo contrário, estou economizando horas de leituras e pesquisas. Descobri reunidos no Pinterest uma variedade enorme de infográficos, a maioria em inglês, que resumem muito bem vários artigos sobre vinho. Se quiser dar uma espiada no que ando coletando por aí, basta seguir meu perfil ou um dos meus painéis, como o pontocru, dedicado a este blog. Por lá, estão os infográficos. Abaixo, nove dos mais legais:

1. Guia básico

guia basico

Muitos dos infográficos que eu marco são do Wine Folly, um blog americano sobre vinhos super didático e visual. Este guia básico tem tudo que você precisa: tipos de vinho, tonalidades, copos a serem usados, temperatura adequada, quanto tempo de geladeira até chegar nela, como ler um rótulo, harmonização e um pequeno manual de degustação com as várias famílias aromáticas. Madeline Puckette sabe como poucos usar a informação visual com um mínimo de palavras. Eis aí uma arte que a maioria dos jornais e revistas, de qualquer área, não domina.

2. Personal sommelier

como escolherEste, também do Wine Folly, funciona mais ou menos como uma consulta a um sommelier. O bom sommelier, antes de indicar qualquer coisa, faz um monte de perguntas para descobrir as necessidades do cliente. Este gráfico é isso: um monte de perguntas que vai conduzindo o leitor até o estilo mais indicado de vinho. Ele é feito com humor, tanto que tem duas perguntas cuja a resposta é: “Obrigada pela brincadeira. Agora, cai fora do meu info”.

3. Imagem com conteúdo

composiçãoEste infográfico já é mais para enogeeks, como eu. Gente que curte saber detalhes de química. Aprendi um monte de coisa com ele sobre o que tem em uma garrafa de vinho. Que a maioria dos rótulos têm entre 10% e 14% de álcool a gente sabe. Mas e o resto? Você sabia, por exemplo, que um vinho pode ter entre 5 e 15 gramas de glicerol por litro. É ele que dá viscosidade ao vinho. Sabendo disso, fica mais fácil entender por que alguns vinhos são tão mais untuosos que os outros. Provavelmente, eu já tinha lido esse número em algum. Mas neste desenho ele se destaca e fica fácil memorizá-lo. O mesmo acontece com os outros dados.

4. Leque de aromas

aromasTabelas aromáticas de brancos e tintos não faltam por aí. São sempre úteis, pois separam os aromas por famílias e indicam onde esses aromas podem ser encontrados. Gostei dessa mais por uma questão visual. Reconhecer aromas não é exclusividade de enochatos. Ajuda o consumidor a identificar tipos de vinhos que o agradam.

5. Para americano ver

castas das várias regiõesNo caso, estou falando de todo mundo que nasceu nas Américas. E também para o povo da Austrália, da Nova Zelândia, do Japão, da China. Enfim, para todos que não são da Europa. Fora do velho continente, somos obcecados por saber de que uva ou uvas é feito um vinho. Europeus não costumam ligar para isso e, muitas vezes, não dão essa informação no rótulo. Como norteamos nosso gosto por varietais que tomamos no passado, nos sentimos mais seguros quando sabemos exatamente qual a composição da garrafa. Voilá, um infográfico que revela os segredos dos europeus.

6. A cor púrpura, e a amarela também

corA cor de um vinho diz muito sobre ele. Traz pistas sobre qual a sua idade, a sua procedência, o seu corpo. Este gráfico ensina as pessoas a praticarem a primeira parte de uma boa degustação: o exame visual.

7. Oriente-se rapaz!

vinho e comida asiáticaComida oriental vai bem com brancos aromáticos, como um gewurztraminer“. Já ouvi muito especialista em harmonização dizer isso. É mais ou menos como se dissessem: “Comida ocidental vai bem com tintos potentes, como um cabernet sauvignon“. Qual comida oriental, cara-pálida? Não existe uma comida oriental, existem trocentas. Este info traz algumas opções diferentes para diferentes pratos. Bacana.

8. O info do dia seguinte

geladeiraQuanto tempo uma garrafa pode ficar aberta na geladeira, ou em um ambiente muito fresco, antes de perder boa parte de suas características? Esse gráfico traz uma pista. Claro que vai variar de quanto conservante tem o vinho, qual a temperatura da sua geladeira, qual era a idade do vinho. Mas, em linhas gerais, é um bom parâmetro.

9. Receita de sucesso

coquetelJá pensei em fazer uma matéria para o blog sobre drinques com espumante. Talvez ainda faça, um dia. Mas, por enquanto, vocês podem ir se divertindo com estas receitinhas fáceis que estão bem resumidas neste quadro. Tim-tim!

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s