baladeiros unidos

IMG_20140905_222622 (2)A vida toda fui super baladeira. Quando tinha 12 anos, conversando com uma prima de 14 numa sexta-feira, jurei: “Quando eu tiver a sua idade, vou sair toda noite”. Por muitos e muitos anos cumpri essa promessa. Hoje saio só umas três a quatro vezes por semana, antes era praticamente toda noite. Não sempre para balada. Na maioria das vezes, para restaurante ou boteco. Ironicamente, sou uma baladeira, botequeira, que não se liga em cerveja. Meu negócio sempre foi vinho. Então, já sofri muito na vida, como vocês podem imaginar. Chego no boteco, e o que tem para beber? Concha e Toro Reservado, Santa Helena Reservado. Quando tem. Na balada, às vezes, tem espumante, mas é caro. O Baladero é um vinho com qualidade de restaurante e preço de boteco. Custa R$ 36,50 na importadora Barrica Negra. No boteco, deve chegar a uns 50, 60 paus. É um vinho argentino, de Mendoza, mas feito por uma família de pernambucanos. O Malbec é ótimo. Porém gostei especialmente deste Cabernet Sauvignon 2011, um vinho com bastante fruta no nariz, corpo médio, fresco, nada pesado. Não digo que dá para harmonizar com bolinho de feijoada, mas se você pedir um presunto, um salame, vai bem.

leia também:

malbec e tannat: francesas de alma sul-americana

a malbec e as regiões vinícolas argentinas

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s