Para uma safra complicada, traços simples

Etiquette-Mouton-Rothschild-2013-specimen

Desde 1945, os rótulos do Château Mouton-Rothschild são desenhados por grandes artistas, que nunca recebem o pagamento em dinheiro, mas, sim, em caixas de vinho. Considerado um dos melhores do mundo, ao que parece, o grande Bordeaux tem sido recompensa suficiente, capaz de atrair os maiores nomes da arte contemporânea.  Salvador Dalí (1958), Marc Chagall (1970) e Andy Warhol (1975), por exemplo, já participaram da brincadeira.

A safra de 2013 a princípio poderia não ser considerada um grande atrativo. O ano foi desastroso para Bordeaux, com perda de produtividade e de qualidade de maneira geral. Os Rothschild, porém, não costumam sofrer dos problemas dos outros mortais. Seus vinhos continuam super-valorizados: quase 400 euros a garrafa da safra 2013 que chegará ao mercado em breve.

Nesta quarta-feira (21), a família divulgou o rótulo que estará nas garrafas do 2013, obra do sul-coreano Lee Ufan, artista com peças em Versailles, Guggenheim e MoMa. A simplicidade de traços é o que mais chama a atenção. A imagem lembra um copo oriental em degradê de tons magenta. “O inicialmente indefinido lilás do desenho gradualmente obtém sua riqueza completa assim como um vinho é pacientemente elevado à sua plenitude na adega”, disse o artista sobre a obra.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s